Bem-vinda à emocionante jornada da maternidade
Search Bar

Semana 13 - Nascimento

Anemia na gravidez: veja a maneira ideal de suplementar o ferro

Você sabia que é comum a mulher desenvolver anemia na gravidez devido às transformações típicas dessa fase da vida? Os sintomas de anemia na gravidez incluem cansaço, tontura, dor nas pernas e dor de cabeça. Para garantir o diagnóstico adequado, é essencial manter um acompanhamento médico regular. Geralmente, mudanças na alimentação e suplementação de ferro na gravidez são o suficiente para tratar a condição e prevenir complicações mais graves.

Conversamos com a nutricionista Natacha Martin para entender melhor o que a falta de ferro na gravidez pode provocar e como suplementar o mineral de forma adequada. Confira.

É normal gestante ter anemia? Entenda o que é anemia na gravidez e por que acontece

A anemia acontece quando não há glóbulos vermelhos suficientes para transportar a quantidade necessária de oxigênio para os tecidos do corpo¹. Mulheres grávidas são mais propensas a desenvolver a condição porque, durante a gravidez, o corpo passa a produzir mais sangue para suprir também as necessidades do bebê. Como resultado, os níveis de hemoglobina podem se tornar insuficientes. Estima-se que cerca de 50% dos casos de anemia estão relacionados à ingestão insuficiente de ferro, e que, cerca de 42% das grávidas do Brasil possuem anemia.

Anemia na gravidez: sintomas podem ser sutis e atrasar o diagnóstico

Os sintomas de anemia na gravidez podem passar despercebidos e/ou ser confundidos com os sintomas típicos da gestação, o que acabaria atrasando o diagnóstico e o início do tratamento adequado. No geral, os principais sinais de anemia gestacional² são:

  • Fraqueza;
  • Cefaleia;
  • Irritabilidade;
  • Fadiga;
    Após o parto, a mulher pode apresentar:
  • Astenia (fraqueza e falta de energia);
  • Dispneia
  • Palpitações;
  • Dificuldades físicas, cognitivas ou depressão.

Para obter o diagnóstico da anemia na gravidez, devem ser realizados exames de sangue durante o pré-natal e o tratamento deve ser iniciado o quanto antes para evitar complicações para a mãe e o bebê. Por isso, durante as consultas de pré-natal, relate ao profissional qualquer mudança que você tenha percebido desde que descobriu a gravidez.

Anemia na gravidez: riscos e complicações para a mãe e o bebê

Para saber quais são os riscos de anemia na gravidez e como preveni-los, é importante manter o acompanhamento profissional durante todo o pré-natal. No geral, quando a anemia na gravidez é grave ou não recebe o devido tratamento, podem ocorrer complicações para a mãe e para o bebê.

Veja como suplementar ferro na gravidez

É fundamental passar por uma avaliação médica individualizada para saber quais as opções que contribuem na recuperação da anemia na gravidez. Generalmente, podem contribuir para uma melhora do quadro, uma vez que o ferro auxilia na formação das células vermelhas do sangue e no transporte de oxigênio no organismo.

O(a) médico(a) obstetra e/ou nutricionista são os profissionais qualificados para orientar como aumentar o ferro na gravidez. De acordo com Natacha, “O ideal é a suplementação com sulfato ferroso, mas, o mais indicado seria o ferro quelado ou ferro lipossomal. Além disso, a suplementação na forma elementar (ou seja, mais estável para proveito absortivo) em doses aumentadas (com prescrição médica) por via oral ou endovenosa é a forma mais eficaz”. Cada caso deve ser analisado individualmente.

Vale ressaltar que a suplementação, como o próprio nome sugere, deve ser usado como suplemento de uma uma alimentação balanceada, com ingredientes ricos em ferro e outras vitaminas e minerais. “É importante consumir fontes de ferro, como carne, aves, peixes, gema de ovo, leguminosas, vegetais verde escuros, melado de cana, junto com frutas fonte de vitamina C. Outra dica é evitar consumir leite e derivados próximos aos alimentos fonte de ferro, pois eles diminuem a eficiência da sua absorção”, orienta a nutricionista.

Fontes:

Dra. Natacha Martin, nutricionista da Clínica Nutricilla. Nutricionista clínica e materno infantil. CRN 54258

1. Ministério da Saúde: https://bvsms.saude.gov.br/anemia/

2. Ministério da Saúde: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/protocolos-clinicos-e-diretrizes-terapeuticas-pcdt/arquivos/2014/pcdt_anemia_deficienciaferro_2014.pdf/view

Redação: Dóris Marinho

10/2021. MAT-BR-FM-21-000044

Veja também conteúdos relacionados
)

Femibion® pertinho de você!

Encontre nossos produtos nas principais farmácias físicas e online do Brasil.
)