Bem-vinda à emocionante jornada da maternidade
Search Bar

Semana 13 - Nascimento

Ferro, ácido fólico e outras vitaminas para grávidas que são essenciais durante o período gestacional

As vitaminas para grávidas são de grande importância tanto para a saúde da mãe quanto para o desenvolvimento do feto durante a gestação. Nessa fase da vida, o organismo da mulher passa por alterações significativas e o acompanhamento médico regular é essencial. Além de manter uma alimentação balanceada e rica em nutrientes, deve-se avaliar a necessidade de suplementar vitaminas e minerais importantes para a gravidez, como ferro, ácido fólico, entre outros¹.

Para entender melhor quando a gestante deve começar a tomar vitaminas e quais são as mais indicadas, conversamos com a nutricionista Tania Abreu. Saiba mais a seguir!

Vitamina para grávida: suplementação deve ser feita com orientação médica

O uso de suplementos durante a gravidez não deve ser feito sem a orientação do médico obstetra ou nutricionista. Segundo o Manual de Assistência Pré-Natal da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), a avaliação das necessidades nutricionais da gestante segue três passos: anamnese (conversa com a paciente), exame físico e testes laboratoriais. A partir deste último, é possível identificar possíveis deficiências de vitaminas e minerais e dar início à suplementação adequada.

Vale ressaltar que a suplementação de vitaminas na gravidez não substitui uma alimentação equilibrada. “A alimentação da gestante deve ser a mais variada possível, não podendo faltar frutas, verduras, legumes, leite e derivados, cereais integrais, feijões, carnes e ovos. Deve-se excluir da alimentação alimentos ultraprocessados, enlatados, embutidos como presunto, peito de peru, mortadela, salsichas, refrigerantes, doces como balas, gelatinas e produtos com corantes, temperos prontos e qualquer bebida alcóolica”, orienta Tania.

Nutrição na gravidez: quais vitaminas são essenciais durante a gestação?

A nutricionista explica que “as necessidades nutricionais durante a gestação estão aumentadas para suprir as alterações no metabolismo materno, promover o crescimento fetal e preparar a mãe para o trabalho de parto e lactação”. Por isso, é importante passar por uma avaliação médica individualizada para verificar o estado nutricional da gestante.

De acordo com a especialista, as principais vitaminas e minerais que não podem faltar durante a gravidez são:

1) Ferro

O ferro é um mineral essencial para a formação de células sanguíneas e transporte de oxigênio no organismo.Para evitar complicações, é indicada a suplementação de ferro na gravidez. “A OMS preconiza que a suplementação com ferro seja para todas as gestantes e se inicie o mais rápido possível. Essa suplementação é necessária durante toda a gestação, mas deve ser priorizada no final da gravidez, para suprir a perda sanguínea do parto”, acrescenta.

Além disso, é fundamental ingerir regularmente alimentos ricos em ferro, como fígado, espinafre, ostras, gema de ovo, sementes de abóbora, cacau em pó, tofu, entre outros².

2) Vitaminas do Complexo B

Segundo a nutricionista, “todas as vitaminas do complexo B têm suas necessidades aumentadas” durante a gestação. Mas, as principais são: ácido fólico (ou vitamina B9), piridoxina (ou vitamina B6) e vitamina B12.

Ácido fólico: na gestação, auxilia na formação do tubo neural do feto durante a gravidez. Ele também pode ser encontrado como metilfolato, que é a versão ativa do ácido fólico. Para mulheres com dificuldade de absorção do ácido fólico, a suplementação de metilfolato na gravidez pode ser uma alternativa;

Vitamina B12: Auxilia no processo de divisão celular.

3) Ômega 3

Suplementos de vitamina para gestante com ômega 3 podem ser indicados pelo obstetra ou nutricionista. No entanto, o ômega 3 também deve ser obtido através da alimentação. Algumas fontes são: azeite, linhaça, oleaginosas, sardinha, atum, salmão, sementes de chia, entre outros.

4) Vitamina D

A vitamina D é obtida naturalmente através da alimentação e da exposição da pele à luz solar, mas também pode ser suplementada com indicação médica. “Durante a gestação, ela tem função imunomoduladora, auxilia no funcionamento do sistema imune”

Para obter a vitamina D através da exposição solar, o recomendado é se expor ao sol por cerca de 15 minutos a 1 hora por dia (entre 10h e 16h, quando a incidência solar é maior), dependendo do tom de pele³. Além disso, vale inserir alimentos com alto teor de vitamina D na dieta, como bife de fígado, gema de ovo, cogumelos, entre outros.

5) Vitamina E

A vitamina E não é sintetizada naturalmente pelo organismo. Portanto, é necessário obtê-la através da alimentação ou de suplementos. Ela é é um antioxidante que auxilia na proteção dos danos causados pelos radicais livres.

6) Magnésio

O magnésio é um mineral essencial para auxiliar no funcionamento neuromuscular. Alguns exemplos de alimentos ricos em magnésio que valem ser adicionados à alimentação são: abacate, oleaginosas, sementes de abóbora, linhaça e gergelim, aveia, banana prata, entre outros.

Redação: Dóris Marinho

Fontes:

  1. Ministério da Saúde
  2. Tabela Brasileira de Composição de Alimentos
  3. Conselho Federal de Nutrição
  4. INSTRUÇÃO NORMATIVA-IN N° 28, DE 26 DE JULHO DE 2018

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Tania Abreu - Nutricionista especialista em Nutrição Clínica Funcional, Fitoterapia e Nutrição Esportiva
CRN: 89100283-9

10/2021. MAT-BR-FM-21-000042

Veja também conteúdos relacionados
)

Femibion® pertinho de você!

Encontre nossos produtos nas principais farmácias físicas e online do Brasil.
)